Posts from ‘June, 2008’

O jeito nas cadeiras

“Olha o jeito nas cadeiras que ela sabe darOlha só o remelexo que ela sabe dar”(Isto Aqui O Que É?, Ary Barroso) Esse papo de cadeiras do último post ajudou-me a recordar mais um fiapo de sabedoria daquela época em que a maioria da humanidade atinge o ápice de seu desenvolvimento intelectual: a infância. A […]

Dicas entusiasmadas, reclamações rabugentas, um lamento e uma surpresa (ãpdeit)

- Tem novidade no meuspaço do André: comovido pela perturbadora notícia, ele dedicou seu concerto para piano trio e orquestra de cordas à memória do Esbjörn. Que eu ouvi como uma elaborada resposta a Tuesday Wonderland, a música – como se André houvesse capturado um “assunto” ali lançado e elaborado, a partir dele, um conto […]

Um ano de blog

Esta semana – este blog – um ano. Há um ano terminava um mestrado que, menos importante de tudo, ensinou-me a ler e a pesquisar. Terminava uma experiência que me ensinara a transformar em bomba propulsora uma paixão aterradora que, se deixada sem mestrado, viraria prisão perpétua. Terminava uma análise que me ensinou ser impossível […]

Palavras que me são caras

“A anulação da morte lembra a morte em todos os aspectos.” (Alec) “Como enfeitiçada, fui atraída para você das profundidades lodosas da subserviência feminina ancestral, uma servidão anterior às palavras, a submissão de mulher de Neanderthal cujo instinto cego de sobrevivência e o medo da fome e do frio arrojaram aos pés do mais cruel […]

Achei

Um blog em espanhol para chamar de meu: Generación Y Fiquei até médias horas* de ontem na companhia desses textos que com uma delicadeza estonteante abordam problemas políticos e existenciais da envergadura de um iceberg; os textos de Yoani são a faísca. Dos atualmente listados na página inicial, comoveram-me especialmente o lamento sobre o conservadorismo […]

Ataque de angústia fulminante: ignorância, modo quantitativo

A última vez que me senti assim foi na véspera do meu primeiro atendimento supostamente psicanalítico – supostamente porque me disseram que agora sim eu era, aham, uma psicanalista em formação; não que eu tenha acreditado nisso, mas a pessoa que mo disse realmente parecia acreditar, e isso sempre tem um peso -: onze horas […]

Mais uma, vai

Outros dois cruelmente separados na maternidade: Larry Grenadier Beavis Pronto, parei. Juro.

Hello goodbye

Acabo de fazer uma compra no mercado basicamente com coisas para o café da manhã. Eis um pequeno inventário dos hellos e goodbyes que já começo a dar. Adeus água de coco, doce de leite, suco de milho, mixirica. You will be deeply missed. Porém, ai porém: adeus e já vão tarde, leite com cândida […]

Idiotices do dia

1. Idiotice futebolística-musical Separados no nascimento: Gary Peacock Steve Swallow Silvio Luiz Desconfia-se de que este último seja o contrabaixista do disco da esposa. Dica dele. 2. Idiotice religiosa-sexual Que as freiras casavam-se com Jesus Cristo eu já sabia, e achava pervertido o suficiente. Mas agora tem mais essa: “In Catholic teaching the conjugal act […]

Sueño de la vuelta

Meu primeiro contato com a língua espanhola inequivocamente foram as palavras RELLENO CALIENTE, estampadas nas embalagens das tortinhas de maçã e banana do McDonald’s – como, aliás, desconfio que seja o caso para toda criança brasileira não-pobre e não-gaúcha. Descontada, porém, esta experiência-padrão, é seguro dizer que meu segundo ou terceiro* contato com a língua […]