Posts from ‘March, 2009’

Minha formação intelectual

Sempre que desanimo com minha própria lerdeza ao empacar num texto a ser lido ou escrito, nada me consola mais do que relembrar os primórdios da minha gloriosa trajetória intelectual. Gloriosa, sim. Leiam minhas memórias abaixo e depois me digam se não sou uma glória pelo simples fato de falar coisa com coisa hoje em […]

O que tenho ouvido – pop, jazz, Brasil

Desta vez vou tentar fazer uma coisa diferente: em vez de indicar músicas e músicos que ouço há algum tempo e conheço razoavelmente bem, vou compartilhar novas descobertas – discos em que só agora estou começando a mergulhar, e que daqui da superfície já dá vontade de arrastar mais gente para junto dessa jornada. Vamos […]

A diferença entre gatos e cachorros

Um gato jamais aceitaria trabalhar para a polícia. (Ok, a frase não é minha, mas precisei compartilhar – ela explica tudo.)

De como um homem bissexual ganha fama de pedófilo

Eu adoraria ter uma resposta para a questão implícita no título do post; a verdade, porém, é que tenho apenas uma história para contar. O soulseek é um programa de compartilhamento de arquivos que permite o chat entre os usuários. Nunca conheci niguém ali que tenha se transformado numa amizade, mas vez ou outra começa […]

Ansiedade e serenidade

In the fall of my freshman year of college, an English professor speaking to a group of parents was asked by one of the fathers what his job consisted of. The professor said he taught two classes that met for an hour and a half twice a week. The father asked what else he did, […]

Domingo é meu aniversário

Domingo é meu aniversário e estou feliz. Não achei que fosse estar. Vinte e sete anos era a minha idade do medo, muito mais do que trinta ou qualquer outra. Acho que a próxima, agora, só oitenta, porque quando você tem oitenta não importa o espírito, aos oitenta você é velho mesmo. Aos vinte e […]

Dias estupidamente felizes

Quando fiz aquele post sobre as prioridades, a lu elencou como uma das suas o que ela chamou de “dias estupidamente felizes”, definidos por ela como a pura negação do trabalho: dias cujo único propósito é fruir da companhia de pessoas queridas, sem nenhuma obrigação de ser eficiente, produtivo ou útil. Eu acho essa prioridade […]

Super cool, super nerds ou super pobres

Ontem saí com dois amigos. Assistimos a um filme e em seguida nos despedimos, afinal era tarde e todos tínhamos mais o que fazer hoje cedo. No total, conversamos uns cinco minutos antes de o filme começar e cinco depois de acabar. Assim que cheguei em casa, me liga um: oi, chegou em casa, tudo […]

Mais um Pãozinho, ou A Arte de Pedir Pela Primeira Vez

Tinha uma época que eu estudava de manhã e fazia inglês duas vezes por semana à tarde. Nesses dias, eu almoçava na casa da minha avó e ficava lá até dar a hora de ir pra aula. Ali ficava também o meu primo dez anos mais novo. A nossa rotina, depois do almoço, consistia em […]

Brasileira de araque

Seguindo um fiapo de raciocínio do post abaixo, eu também não vejo a menor graça em gente que fica criticando a brasilidade e os clichês tupiniquins e se orgulha, por exemplo, de ser avesso ao Carnaval, como se houvesse nisso alguma prova de superioridade da alma. Quer dizer, eu acho lindo você se orgulhar pelo […]