Recordar, Repetir e Elaborar Rotating Header Image

Locutora de Supermercado

O supermercado onde faço as compras do mês, em vez de explicar o que me faz feliz enquanto encho o carrinho, tem um locutor que anuncia as ofertas do dia. O locutor do supermercado está naquele ponto de sua carreira artística em que já processou algumas influências mais óbvias, mas ainda está longe de conquistar para si uma voz própria. Por exemplo, não há rastro do vendedor de pamonhas em sua fala (“olhaí-olhaí-freguesia”), mas Silvio, sempre ele, e o locutor da Globo (“na sessão da tarde, um morto muito louco, onde uma galerinha da pesada arma altas confusões”) ainda são presenças opressoras ali onde ele poderia vender cândida e abobrinhas de forma criativa e original.

Ainda assim, ele está no caminho certo, o locutor. Cria anúncios formidáveis de improviso, e essas coisas de construir quem você é e o que está fazendo no mundo não se fazem em três meses (tempo necessário para aprender inglês, dizem), nem em três semanas (tempo necessário para acabar com a obesidade, também já ouvi dizer), nem em três dias (tempo necessário para amarrar o grande amor, o que decerto deve ser tarefa muito mais simples do que aprender um idioma ou cuidar do próprio corpo). Dentre suas criações, destaco algumas aqui:

- … e na padaria está saindo quentinho o brioche francês! Fran-cês, meu amigo, ouviu bem? Ah, mas você nunca provou um brioche? Não sabe onde fica a França? Então esta é a sua chance de conhecer a França sem sair do supermercado!

- … ainda temos cinquenta quilos de salmão fresco na peixaria! Pode levar um quilo, dois quilos, se quiser levar os cinquenta quilos só pra você também pode. E atenção que o peixe é fresquinho, não é congelado não, até uma hora atrás ele estava nadando por aí.

- … atenção para a novidade do supermercado: agora também vendemos milho em sacos de cinco quilos! É uma oportunidade mais do que especial para você que cria galinha, que cria porco. Venha já garantir o alimento da sua criação!

Já não sei exatamente o que o locutor disse e nem mesmo sei se acredito na existência de um exatamente-o-que-o-locutor-disse. Tento comunicar seus anúncios com uma voz que, como a dele, é mediada por múltiplos silvios e locutores da globo, e mais vendedores de pamonha e blogueiros não-progressistas e amigos escritores.

Um dia, quem sabe, saímos do supermercado, o locutor e eu.

8 Comentários on “Locutora de Supermercado”

  1. #1 Elisete
    on Apr 22nd, 2012 at 5:34 pm

    Essas loucuras não tem aqui na minha cidade, mas deve ser bem divertido ficar atenta ao que ele diz. Só tem um sino desses de fazendas antigas que toca anunciando quando o pão sai do forno. Hahaha
    Beijos

  2. #2 camilalpav
    on Apr 22nd, 2012 at 7:35 pm

    Nunca vi/ouvi um sino com essa função, que bonito!

  3. #3 olivio
    on Apr 23rd, 2012 at 6:20 am

    Um dia desses eu estava no Wall Mart e o locutor anunciou “venha conhecer a nossa Ferrari exposta no setor de eletronicos”… E não é que tiha mesmo! Era usada, é verdade, e tava lá pra fazer propaganda de um sistema de som automotivo. Mas encheu de neguinho querendo ver a macchina de perto, e eu no meio…

  4. #4 aiaiai
    on Apr 24th, 2012 at 2:57 am

    O salmão q tava nadando por ai até uma hora atras foi TUDO! Ah se tem um vegano no supermercado nessa hora…

  5. #5 camilalpav
    on Apr 24th, 2012 at 7:57 pm

    Cara, ainda tô pra ver um vegano pobre nesta vida – o que é bem diferente de vegano classe média que faz voto de pobreza, vamos combinar. :-)

  6. #6 Renata L
    on Apr 27th, 2012 at 5:20 pm

    Eu, bem, eu ainda tô é intrigada com esse negócio de cândida que vendem nos supermercados… sei não, que supermercados são esses que você anda frequentando, moça…!

  7. #7 camilalpav
    on Apr 28th, 2012 at 5:26 pm

    Cândida? Por que a cândida haveria de ser intrigante? Não entendi, me explica? (Vou perguntar no tuíto que é mais rápido.)

  8. #8 Renata L
    on May 9th, 2012 at 9:11 am

    Camilita, andei perguntando por aqui. Cândida pra água sanitária é coisa de paulista mesmo. Ninguém conhece…

Deixe um comentário