“Fernandinho quer decidir como tuitar”

Bem, Fernandinho só pode ser político, não? Deputado federal, provavelmente do DEM ou do PC do B, que não sei bem a diferença entre eles. Ou do PPS! Sim, mais provável que Fernandinho seja deputado do PPS e, após o affair Freire, com o nobre intuito de salvar a dignidade futura de nobres políticos que, Deus nos proteja, ainda estão por vir, esteja propondo um Código de Normas do Tuitar, com regras como:

- ficam proibidas sequências de três ou mais consoantes minúsculas, como kkk vdd pfv dsclp glr, a fim de não discriminar aqueles que desconhecem tais expressões;

- abreviações das preposições de, para, com e sobre, do pronome relativo que e do advérbio de negação não só são permitidas se contribuírem para a completa utilização dos 140 caracteres; quando houver fartura de caracteres disponíveis, porém, ficam proibidas as abreviações, por fazerem a apologia da preguiça e da malemolência dos brasileiros;

- declarações de teor piadístico devem conter a tag #ÉPiadaHein ;

- declarações de teor apenas aparentemente piadístico devem conter a tag #ÉSérioPô ;

- uma Comissão Parlamentar será constituída para julgar declarações dúbias que falharam em utilizar as tags acima;

- a Comissão será desfeita ao primeiro tuíte da Senadora Kátia, por total impossibilidade de os deputados entrarem em acordo sobre qual tag deveria ter sido utilizada.

Três segundos depois, minhas pálpebras piscam e meus olhos reabsorvem a manchete que adentrara minhas córneas três segundos atrás:

“Fernandinho quer decidir como titular”

Como diria nossa presidenta, “ah tá”.

6 Comentários on ““Fernandinho quer decidir como tuitar””

  1. #1 Suzi
    on May 11th, 2012 at 7:31 am

    Camila,
    tem um problema neste teu post.
    Tu esqueceste de colocar hashtag nele ;-)
    Só não sei qual delas é mais apropriada: #ÉPiadaHein ou #ÉSérioPô?
    Gostaria muito que fosse a primeira…

    Beijos,
    Su

  2. #2 camilalpav
    on May 11th, 2012 at 9:34 am

    É piada, é piada! Eu li a notícia como se fosse de política, aí quando fui ler direito “tuitar” na verdade era “titular” e a notícia (dã) era de futebol. :-)

  3. #3 Jeferson
    on May 12th, 2012 at 10:36 am

    Puta diabo! Me acontece isso quase todo dia. Achei engraçado. Mas discordo que a tag devesse ser #ÉPiadaHein. Vou enviar o post pra comissão e pra senadora Kátia. Eles que decidam.

  4. #4 Renata L
    on May 13th, 2012 at 8:34 pm

    Eu acho que você devia enviar era pro Roberto Freire. Ia ajudar muito.

  5. #5 camilalpav
    on May 14th, 2012 at 12:08 am

    Cara, saudades dos tuítes-de-uma-letra-só da senadora Kátia. Preciso ver o que ela anda falando com mais frequência.

  6. #6 camilalpav
    on May 14th, 2012 at 12:13 am

    A gente fica falando do pobre político mas a verdade é que, de minha parte, eu faço o que ele fez umas quinze vezes por dia – quando a informação é curtinha e piscante, estilo manchete ou tuíte, é bem comum eu ler tudo errado da primeira vez, não sacar o que é ironia, o que é piada, não entender nem a ordem das letras direito. A diferença é que eu, em vez de sair tuitando minha indignação loucamente assim que leio a informação bizarra, paro, penso e leio outra vez. Em suma, minha diferença pro Freire está em 3 segundos de pensamento pós-leitura, só isso. :-)

Deixe um comentário